Ellodigital

blog article

Tendências para o design em 2018.

2018 é o ano em que finalmente assumiremos riscos. Na vida e no design gráfico. Porque essa será a única maneira de fazer um conteúdo se destacar. 

Bitcoin. Política. Gatos. Comida. Todas essas coisas estarão no mundo tentando chamar a atenção do seu público. E é preciso ser diferente para boiar nesse mar de conteúdo. Isso significa também que as coisas que você fez para se diferenciar no passado não vão funcionar este ano. Em vez disso, você terá que assumir riscos quando se trata de criar novos trabalhos.

É por isso que é importante que você fique no topo das tendências do design para 2018. E para te ajudar, separamos uma listinha com as principais delas abaixo! Veja só:

 

1. Múltiplos sistemas de cores da marca vão dominar o branding

Tradicionalmente, as empresas têm algumas cores que usam em todos os seus trabalhos de marca e design. Isso ajuda as pessoas a reconhecê-las no mundo, nas redes sociais e em outros lugares online. Mas uma das tendências do design para 2018 é que essa “tradição” perca força, pois as marcas procuram mais maneiras de se destacar neste ano e além.

Na verdade, as empresas que fazem branding com uma infinidade de esquemas de cores são uma das primeiras tendências que realmente decolarão em 2018. O Spotify, por exemplo, começou a fazer isso alguns anos atrás em todas as facetas do seu design. Agora, eles têm uma marca visual tão forte que eu sei que algo veio na sua mente quase que instantaneamente ao ler o nome dela.

 

2. Gradientes de cores voltarão com força

Quem não se lembra dos gradientes de cores no Word Art do Microsoft Word? Quando jovens, pensamos que esta era a melhor forma de dar àquele trabalho de escola um aspecto profissional. E quem poderia imaginar que estávamos no caminho certo tempos depois?

Em 2018, os gradientes de cores estarão em todos os lugares, desde sites até apresentações. O Instagram, sempre à frente da curva, o usou em sua marca e logotipos nos últimos anos e agora o resto do mundo está começando a correr atrás do atraso.

Esta adoção total de gradientes de cores dá à empresa muita liberdade criativa, sem se afastar muito da sua marca, e são uma ótima maneira de adicionar um pouco de cores atraentes ao seu design. Além disso, ela pode ajudar a melhorar qualquer imagem ou fotografia.

 

3. Imagens com ainda mais qualidade nas redes sociais

Leitores e consumidores usam redes sociais para se distrair do que está acontecendo em suas vidas. Eles não querem ver uma foto secundária ruim, que você escolheu em dois segundos apenas para ter uma imagem.

Isso mostra aos leitores que a pessoa que produziu o conteúdo não se preocupou o suficiente com seu trabalho para encontrar uma imagem impactante. Se a pessoa que criou o conteúdo não se importa, por que você deveria?A imagem será a primeira coisa que os leitores vão ver nas mídias sociais, e talvez então elas leiam o texto. O conteúdo pode ser ótimo, mas nunca terá chance se você escolher uma imagem ruim.

 

4. Cores não convencionais em todos os lugares

Como já vimos até agora, 2018 é o ano de correr riscos. E um dos melhores lugares para começar a fazer isso é nas cores que você usa. Isso não significa que você precise repensar completamente as paletas de cores, como algumas marcas fazem. Em vez disso, esteja pronto para injetar mais cores arriscadas em seus projetos de design este ano.

As cores corajosas são a força motriz mais comum que vimos atrás de cada uma das tendências de design de 2018. Aderir à paleta azul corporativa tradicional não vai funcionar este ano. Além disso, o minimalismo e os esquemas de cores neutros estão saindo do cenário.

 

5. Fontes corajosas e manuscritas ganharão força

Outra maneira de adicionar alguns recursos atraentes ao seu design é usar algumas fontes em negrito ou manuscritas. Esta é outra tendência que parece vir para o mundo do design, afastando-se do minimalismo como um todo.

As fontes corajosas e manuscritas vão se destacar contra as fontes simples ou usadas em excesso. E elas ajudarão seu conteúdo a pular da tela nas mídias sociais.

 

6. Mais ilustrações personalizadas

Ao longo do ano passado, designers se afastaram de gráficos de bolachas para mais ícones e ilustrações personalizados. E em 2018 não poderia ser diferente, já que as marcas procuram se diferenciar ainda mais. 

Essa tendência é outra rejeição das “regras” de design excessivamente limpas que dominaram a última década. Agora, em vez de seguir essas regras, os designers estão fazendo as suas próprias.Além disso, quando alguém leva tanto tempo e esforço para criar uma imagem em destaque, você sabe que o conteúdo vai ser bom. A imagem faz uma primeira impressão com seu público quase que instantaneamente e terá grande poder de influências nas decisões deles.

 

7. Melhores GIFs, menos reações

Uma das formas mais usadas de comunicação na era da internet são os GIFs. Eles são maneiras perfeitas para mostrar como você se sente. Mas eles também podem ser usados por sua marca favorita para mostrar como ela é legal e, em 2018, o uso de GIFs por marcas ou empresas será levado ao próximo nível.A maioria das pessoas também reconheceria um GIF como as reações de que todos gostamos. Mas eles podem ser usados para muito mais. Eles ajudam a promover uma conversa com seu público e esse deve ser um dos seus objetivos ao usar GIFs este ano.Outra maneira de usar os GIFs neste ano é substituir suas imagens em destaque e cabeçalho de blog. Isso definitivamente atrairá a atenção de alguém, independentemente da plataforma.

 

8. Cinemagraphs com mais tração

Depois de falar sobre GIFs, é hora de falar sobre seus primos mais refinados: a cinemagrafia. Cinemagrafias são basicamente GIFs ou vídeos que foram completamente congelados, exceto por uma pequena área de movimento sutil. Apesar dos GIFs ainda serem mais populares, elas continuarão a ganhar terreno em 2018.As cinemagrafias são menos obtusas do que um GIF ou um vídeo, e ainda podem ser usados em todas as partes do marketing ou trabalho de design. Por causa do movimento um tanto sutil, elas são mais atraentes do que um vídeo ou imagem estática. Além disso, podem ser pequenas obras de arte que trazem clientes para sua postagem ou compartilhamento.A força motriz por trás das tendências do design para 2018 é a rebelião contra a mesmice, esquemas de cores brancas e estética escassa. Agora, veremos o designer assumir uma nova abordagem. Será intenso, inovador e bonito.

 

Fonte