Ellodigital

blog article

A importância da frequência nas redes sociais

Manter uma frequência de postagens nas redes sociais tem que ser uma das partes essenciais na sua estratégia. Isso porque seus seguidores estão esperando pelos conteúdos e você precisa se mostrar presente. Caso contrário, a concorrência estará lá para te esmagar! E não é isso que você quer, certo? Portanto, manter uma frequência de postagem, respeitando horários e dias da semana para cada rede social é fundamental. Mas, para isso, é preciso analisar cada plataforma de maneira única. 

Por que é importante ter uma frequência de postagens nas redes sociais?

Pense como o usuário: você entra em suas redes buscando conteúdo de qualidade e espera que as páginas que segue tenham posts legais para interagir. Outro caso: você entra na página de uma empresa e vê que o último post dela aconteceu há meses atrás. Com certeza, os dois casos são ruins para o usuário e, claro, para a marca. Mas, não é só isso.

A frequência é um elemento fundamental dentro da estratégia de redes sociais. Manter a frequência de postagens correta – de acordo com o ciclo de consumo do seu produto ou serviço – gera brand lift, ou seja, amplia o interesse pela marca. Mas, qual seria o número de postagens ideal para uma marca? Não existe um padrão. Tudo depende do tamanho da jornada de compra.

Uma marca que vende um produto de consumo recorrente, como um pão, por exemplo, pode elaborar sua frequência pensando em ciclos de uma semana (já que o cliente compra pão semanalmente). Como é um produto de saída rápida e baixo custo, a decisão provavelmente acontecerá no ponto de venda e, claro, poderá ser influenciada por mídia ou indicações.  Mas, uma coisa é certa: toda marca deve garantir que 80% de suas postagens sejam conteúdos informativos, atrativos e agregadores. Os outros 20% apenas devem ser dedicados a conteúdos com produtos, vendas, promoções, etc.

Como manter essa frequência de posts?

Para que você consiga manter essa frequência é preciso ter um planejamento bem estruturado, com uma agenda de postagens e um calendário editorial. Dentro desse planejamento, você deve, antes de tudo, estudar seu público e entender como ele se comporta em cada rede social – Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, LinkedIn, etc.

Também é importante levar em consideração as características de cada rede social. Por exemplo, o Instagram é voltado para imagens e textos curtinhos. Já o Facebook abre portas para conteúdos mais reflexivos, engraçados e opiniões. O LinkedIn, por sua vez, é uma rede voltada a assuntos profissionais e, por isso, a qualidade do conteúdo é o ponto principal. Ao unir todos esses dados você pode começar a montar sua estratégia de forma eficiente.  É possível ter informações sobre seu público usando o Google Analytics ou através dos relatórios de cada rede social, como o Instagram AnalyticsFacebook Insights, etc.

Tenha em mente os seguintes pontos:

  • como o meu seguidor se comporta em cada rede social?
  • quais conteúdos serão publicados nelas?
  • quais são os dias e horas da semana ideais para cada plataforma?
  • há diversificação em meus posts (pensando em conteúdo e formato)?
  • existem datas sazonais que importam para meu público para criar algum post específico?
  • quantas vezes por dia/semana irei fazer postagens?

Ao montar seu cronograma, ficará mais fácil segui-lo. Mas lembre-se que você não pode decidir postar três vezes por dia no Facebook em um dia da semana e, no outro, só publicar um post, ok? Afinal, estamos falando aqui sobre a importância da frequência!

Fonte