Ellodigital

blog article

Growth Hacking: a Estratégia que Pode Impulsionar Qualquer Negócio

Growth hacking é um termo abrangente para estratégias voltadas exclusivamente para o crescimento. Geralmente é aplicado em startups em estágio inicial que precisam de crescimento massivo em pouco tempo com pequenos orçamentos, e também pode ser aplicado a realidade de qualquer empresa.

O objetivo das estratégias de Growth Hacking é geralmente adquirir o maior número possível de usuários ou clientes, gastando o mínimo possível. O termo “growth hacking” foi criado por Sean Ellis, fundador e CEO da GrowthHackers, em 2010.

Um Growth Hacking é alguém que usa estratégias criativas e de baixo custo para ajudar as empresas a adquirir e reter clientes. Estes profissionais tendem a ser obsessivos, curiosos e analíticos, pois se concentram apenas em estratégias relacionadas ao crescimento do negócio.

Priorizar e testar estratégias inovadoras de crescimento faz parte do cotidiano das empresas que utilizam este método, bem como definir prioridades de crescimento, identificar canais para aquisição de clientes, medir o sucesso e escalar o crescimento.

Como funciona o Growth Hacking?

Para cada empresa, trata-se de descobrir por que você cresce e procurar maneiras de fazer isso acontecer de propósito.

Muitas startups usam o “funil pirata” como receita para o crescimento. Este funil é baseado em aquisição, ativação, retenção, referência e receita (AARRR). De qualquer forma, o objetivo é obter tráfego e visitantes, transformar visitantes em usuários e reter esses usuários em clientes satisfeitos.

Como implementar na sua empresa uma estratégia de Growth Hacking?

Primeiro de tudo, se faz necessário criar um produto e testá-lo para garantir que as pessoas o desejem e que estejam dispostas a pagar por ele. Isso ajudará a coletar dados para entender suas principais personas de compradores e pode direcionar táticas de marketing de crescimento assertivas.

Melhorar constantemente o produto em intervalos regulares e colher feedback dos clientes para saber se está caminhando na direção certa é fundamental. Ao mesmo tempo, comercializar o produto para promover o crescimento contínuo e acompanhar o sucesso desses resultados. Testes A / B e outras técnicas de otimização de conversão são cruciais para uma estratégia eficaz.

A maioria das estratégias de Growth Hacking se divide em três áreas principais: marketing de conteúdo, marketing de produto e publicidade.

Alguns exemplos bem conhecidos de campanhas bem-sucedidas de Growth Hacking:

  • Dropbox, que premia os usuários existentes por convidar novos usuários com armazenamento adicional.
  • Hotmail, que anexou uma linha a cada e-mail de saída incentivando as pessoas a se inscreverem para uma nova conta.
  • AirBnB, que usou Craigslist para encontrar e comercializar para pessoas que procuram alojamento a preços acessíveis.

Certamente aqueles que entendem de Growth Hacking terão uma vantagem competitiva que é difícil mensurar.

 Fonte