Ellodigital

blog article

O branding e as relações entre marca e consumidor

Dizem que o ativo mais importante que uma empresa pode ter hoje em dia é a atenção do seu consumidor.

A atenção é algo passageiro, fugaz, que pode ser perdida facilmente devido à quantidade de distrações disponíveis. Já o relacionamento, quando construído com autenticidade, confiança e inteligência, pode durar anos a fio ou até mesmo ser perene. E uma coisa é certa: construir relacionamentos duradouros já não é apenas mais uma estratégia de gestão; é uma estratégia de sobrevivência!

Vários são os benefícios de investir no branding para relacionamento. Entre eles estão:

  • Aumento da credibilidade;
  • Melhora da comunicação com o público;
  • Alavanca a quantidade de compradores fiéis;
  • Garante participação de mercado no futuro;
  • Agrega valor para a marca.

Há alguns anos, marcas nada mais eram que objetos ou conceitos e nossa relação com elas era algo utilitário. Uma marca servia apenas para fazermos a distinção entre um produto e outro. Logo, surgiram inúmeras.

Para se diferenciarem, as marcas passaram a investir no relacionamento, de uma forma mais humanizada, pessoal e interativa, buscando engajamento e, consequentemente, fidelização.

Lovermarks

Uma “lovemark”, uma marca amada, é aquela que cria conexão entre a empresa, seus colaboradores e clientes. Para criar uma conexão emocional com pessoas e instigar a “fidelidade além da razão”, as empresas precisam se posicionar de maneira diferente.

Publicada em 2016, a pesquisa “The Love Index” coletou dados de mais de 26 mil consumidores nos Estados Unidos, Reino Unido e Brasil para entender as razões pelas quais as pessoas amam uma marca e o que sustenta esse amor.

Entre as principais características de uma marca amada estão:

  • Divertida – a marca é capaz de prender a atenção de maneira lúdica;
  • Relevante – provê informações claras, personalizadas, que façam sentido para os consumidores;
  • Engajante – identifica com as necessidades das pessoas e se molda às expectativas delas;
  • Social – incentiva a conexão com outras pessoas;
  • Útil – é eficiente, simples e se adapta ao longo do tempo.

E não importa quantas pesquisas olharmos, todos indicarão que tudo gira em torno de relacionamento. Este relacionamento entre marcas e pessoas é criado por meio do branding. É um processo que se constrói aos poucos, no dia a dia, na experiência das pessoas que se relacionam com a organização.

Fonte