Ellodigital

blog article

Você sabe o que é NAMING RIGHTS?

Naming Rights ou Direito de Nome em português, se trata da prática entre empresas que compram ou alugam o nome de algum estabelecimento, que pode ser de diversos setores tais como de espetáculos culturais, eventos esportivos, etc. Esses estabelecimentos são então batizados com o nome da própria empresa ou de algum produto relacionado a ela. Esta prática teve origem nos Estados Unidos na década de 1920, quando o estádio do Chicago Cubs, time de basebol, foi batizado de Wringley Field, uma marca de chicletes.

Os contratos de ‘naming rights’ podem perdurar por mais de 10 ou 20 anos, tendo como prazo mínimo cinco, normalmente. Há ainda uma nova modalidade de contrato, de duração temporária. Como forma de valorizar seus investimentos, os administradores dos espaços optam pela multifuncionalidade, transformando estádios em arenas, por exemplo, permitindo que shows e eventos de grande porte, além dos jogos, aconteçam.

A grande vantagem da prática do ‘naming rights’ está na captação de recursos e divulgação. “A empresa detentora do local, ao firmar um contrato de ‘naming rights’, acaba captando recursos e público em razão do uso da marca já conhecida. Por outro lado, a empresa detentora da marca que cede seu nome amplia seu campo de atuação, tem maior espaço na mídia e, na maioria das vezes, exclusividade na venda de produtos ou serviços no local”, diz Caio Chinaglia Portella, da Crimark, escritório especializado em marcas e patentes.

Contudo, existem os riscos que podem acontecer em qualquer tipo contrato ou parceria, como uma das partes ter algum problema; seja o local não prestando um serviço adequado, ou algum escândalo envolvendo a marca detentora dos direitos. Nestes casos, a parte contrária acaba sofrendo com o ocorrido. “É importante que a marca não seja contrária ao local ou atividades desenvolvidas nele. Por exemplo, não ficaria bem uma cervejaria ceder o nome para um local de eventos religiosos ou uma usina nuclear ceder o nome para eventos ambientalistas”, conclui.